Acampamento Marli Pereira da Silva em Paracambi

Hoje dia 16 de Setembro o Acampamento Marli Pereira da Silva em Paracambi está completando um mês de existência, resitência e luta pela reforma agrária na Baixada Fluminese.

E neste as famílias fizeram um ato simbolico para que este dia fique resgistrado em cada um e cada uma que lá esta, e compartilhando com quem esteve presente e contribuiu na luta com as famílias. No entanto entre o simbolismo, as famílias recebem a noticia de que amanhã dia 17 de Setembro, será de fato efetuada a ordem de despejo a cerca de 150 famílias (adultos, jovens, crianças e idosos).

E como está irá acontecer nas primerias horas da manhã (17/09) nós do MST estamos buscando os nossos amigos para contribuir com as famílias SEM TERRA deste novo acampamento.  E caros amigos que possam estar contribuindo na resistência e apoio as famílias SEM TERRA que possam estar indo em apoio a luta pela REFORMA AGRÁRIA.

Lembrando que o Acampamento Marli Pereira da Silva fica em Paracambi

Como chegar:

Próximo a entrada de Paracambi, pegar uma estrada conhecida como Caminho do 9 (na entrada tem um rede de distribuição do supermercado Berg’s), esta estrada  dá acesso à comunidade Floresta e também a Ponte Coberta.

Tem ônibus da empresa Normady, que passa enfrente ao Acampamento (este ônibus que sai de Paracambi e vai para Ponte Coberta), sabemos que os horários são as 05:40 / 12:00 e 18:00 saindo de Paracambi).

Telefone para contatos lá no acampamento Marli

Patricia: 92888504
Elisangela: 96984182

SPCMA/MST/RJ
Quem tem mãe, não tem medo!
Quem tem amigo não fica só!

 

MST ocupa latifúndio improdutivo em Paracambi

 

Mais de 150 famílias organizadas pelo MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – ocuparam na madrugada do dia 16 de agosto, o latifúndio Rio Novo em Paracambi, com mais de 696,6 hectares, equivalente a cerca de 700 campos de futebol com dimensões oficiais. Essa Fazenda foi vistoriada pelo INCRA em 2007 e considerada improdutiva. A constituição federal determina que todo latifúndio que não cumpre a função social, entre elas produzir, deve ser desapropriado para fins de reforma agrária. O processo de desapropriação da Fazenda Rio Novo está em Brasília e a ocupação visa acelerá-lo.

Neste mês de agosto o MST está realizando uma jornada de lutas, junto com outros movimentos que compõem a Via Campesina. Essa jornada mobiliza trabalhadores em vários estados com marchas, fechamentos de estradas e outras iniciativas além de acampamento em Brasília. A ocupação da Fazenda Rio Novo faz parte dessa jornada Nacional que pressiona o Governo Lula a realizar o assentamento de 90 mil famílias acampadas em todo o Brasil e acelerar a infra-estrutura necessária às mais 40 mil famílias assentadas.

Contatos: Mardônio 21 – 8651-1013 ou Amaro  21 – 9907-9562

Como chegar:

Próximo a entrada de Paracambi, pegar uma estrada conhecida como Caminho do 9 (na entrada tem um rede de distribuição do supermercado Berg’s), esta estrada  dá acesso à comunidade Floresta e também a Ponte Coberta.

Tem ônibus da empresa Normady, que passa enfrente ao Acampamento (este ônibus que sai de Paracambi e vai para Ponte Coberta), sabemos que os horários são as 06:00 / 12:00 e 18:00 saindo de Paracambi).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here