Agir é Preciso: em solidariedade à guerreira Márcia Honorato

Agir é Preciso: em solidariedade à guerreira Márcia Honorato

em 22 out

A militante da Rede Contra Violência se encontra internada em condições precárias no Hospital da Posse em Nova Iguaçú-RJ, e teve uma piora nos últimos dias. Além de MAIS DOADORES DE SANGUE, Márcia conta com o apoio de todos pra conseguir um melhor atendimento, mesmo em outro lugar.

agir_marciahonoratoMárcia Honorato é ativista de direitos humanos da Rede de Comunidades e Movimentos Contra Violência/RJ e integra diversos outros movimentos sociais e organizações, tais como: “Reage Baixada”, sendo membro da executiva e do conselho; “SOS Queimados”, como Vice-Coordenadora desta instituição; “AFAVIV” (Associação de Familiares e Amigos de Vítimas da Violência); e atua, ainda, como ativista na campanha contra o uso do “caveirão”, além de integrar o projeto “Oficina de Direitos Humanos para moradores de comunidades em situação de risco social”.

Em diversas ocasiões Márcia denunciou grupos de extermínio, muitas vezes formados por policiais, reconheceu criminosos e, paralelamente a isso, prestou auxílio a vítimas e seus familiares. Sua postura atuante e destemida na defesa dos direitos humanos tem incomodado integrantes de grupos de extermínio e policiais envolvidos com a criminalidade e gerado diversas ameaças, das mais sutis às mais evidentes.

NESTE MOMENTO ela se encontra internada no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu (se é que podemos classificar dessa maneira uma pessoa se encontrar mal atendida há cerca de 10 dias).  Com um quadro grave de úlcera perfurada, ela voltou a ter hemorragia e seu estado piorou muito.  Luciene, familiar de vítima da chacina da Baixada, visitou-a há pouco e disse que ela sequer consegue enxergar direito.

O grande problema é que o Hospital está sem estoques de sangue e o Hemorio tem se recusado a transferir sangue para lá, apesar de repetidos pedidos. Márcia precisa urgentemente  de novas transfusões, inclusive como condição para ser removida para outra unidade hospitalar, pois se encontra muito fraca.

Na semana passada, graças à intervenção e ajuda de muitas pessoas, Márcia foi transferida da caótica emergência para a enfermaria, e seu atendimento melhorou, mas o problema do sangue continua crítico. [email protected] que puderem, façam doações diretamente no hospital, ou encontrem meios de pressionar o Hemorio.

Márcia se encontra muito debilitada e seu quadro exige o máximo de cuidados, o que não vem acontecendo, visto que as condições em que se encontra são as piores possíveis. Quem pôde ir ao hospital percebeu o estado caótico da emergência. Para se ter uma idéia, o sangue que ela precisa repor é colocado ali mesmo, dentre outros pacientes. Mais de uma pessoa que se encontrava naqueles corredores morreu e, em alguns casos,  seus pertences continuavam jogados no chão.

Por tudo isso, além de MAIS DOADORES DE SANGUE, Márcia conta com o apoio de todos para CONSEGUIR UM MELHOR ATENDIMENTO, MESMO QUE EM OUTRO LUGAR.

O Hospital da Posse fica na Avenida Henrique Duque Estrada Mayer, 953, Bairro da Posse – Nova Iguaçu.

Telefone da Márcia para contato: 21-7852-0680.
Ou pelo rádio: 83*3419

ou entrem contato com
 
Patrícia: 21-9809-9199
 
Alexandre: 21-9284-8702
 
Maurício: 21-99774916
 
Luciene: 21-8640-6823

 

REDE CONTRA VIOLÊNCIA/RJ, MÃES DE MAIO DE SANTOS/SP, e PASSAPALAVRA, 26/10/2009


Comentários 2

    • |

      out 24, 2009

      |

      Desejo que a companheira se recupere logo, mas como sei que só desejo não resolve é que me solidarizo a luta dos companheiros do rio contra todas as formas de privatização que vem acontecendo ai, por meio de “Organizações sociais”, Fundações e demais formas de ferrar o povo e beneficiar a iniciativa privada.
      Aqui no Paraná estamos presente nessa luta contra a privatização da saúde, por entender que a luta é maior, pois o capitalismo adoece.

    • Maria Ivete Bastos

      |

      set 11, 2011

      |

      Lamento muito pelo estado de saúde da companheira e também lamento o descaso no serviço publico de saúde.Precisamos demais desta mulher guerreira que tem se dedicato pela luta ao interesse dos menos favorecidos.Só posso pedir a clemencia de Deus pela vida dela. A conheci em São Paulo onde participamos do mesmo ato.Sou de Santarém-Pará
      um grande abraço marcia!você vai vencer mais essa batalha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email