DOSSIÊ: Zapatismo

DOSSIÊ: Zapatismo

em 6 set

Reunimos neste dossiê os artigos publicados no Passa Palavra a respeito dos zapatistas e de suas lutas. Por Passa Palavra

 Os textos mais antigos vêm em primeiro lugar.

O neozapatismo e os velhos meios de produção

Há uma imagem criada do zapatismo, centrada na palavra como arma, na sua guerra simbólica e comunicativa, que perde de vista a base fundamental de seus avanços e da sua luta: a tomada dos meios de produção. Por Leo Vinicius

Zapatismo: Entre a guerra de palavras e a guerra pela palavra

«Nós, zapatistas, não apoiamos o pacifismo que se ergue para que seja outro a colocar a outra face, nem a violência que se alenta quando são outros a colocar os mortos.» Por Alexander M. Hilsenbeck

Acteal: crime de lesa-humanidade e um capítulo da política contra-insurgente em Chiapas

O “Plano de Campanha Chiapas 94” teria por objetivo romper a relação de apoio da população com as forças opositoras. Os militares deveriam organizar, assessorar e apoiar secretamente setores da população civil como forças de autodefesa ou outras organizações paramilitares. Por Alex Hilsenbeck e Cássio Brancaleone

Outra Saúde: a experiência autônoma zapatista

A experiência zapatista demonstra a potencialidade da construção de outra saúde, ao tomarem em suas mãos os aspectos primordiais de suas vidas, superando o modelo atual que mercantiliza a doença e a saúde. Por Alex Hilsenbeck

Uma jovem mixteca na Grande Maçã

“Nova Iorque não é como a pintam”, diz uma jovem migrante mexicana residente no maior bairro hispânico da cidade. Por Passa Palavra

Zapatismo urbano em Nova Iorque: Movimento por Justiça de El Barrio

O Movimento por Justiça de El Barrio pretende lutar pela libertação das mulheres, imigrantes, pessoas de cor, homossexuais e a comunidade transgênera. O neoliberalismo deseja nos dividir e evitar que nós juntemos as nossas forças. Nós vamos derrotá-lo ao continuar unificando toda nossa comunidade. Por R. J. Maccani

DOSSIÊ: Viver em Chiapas

Nesta página, os diários de uma visita de militantes europeus às comunidades zapatistas de Chiapas. Impressivas descrições da vida concreta de milhares de mexicanos que, depois da revolta de 1994, decidiram mudar de vida e construir a autonomia. Veja, a seguir ao pequeno texto de apresentação de um dos viajantes, traduzidos na íntegra, os relatos sobre as oito  comunidades visitadas. Por Passa Palavra

Governo encerra a Rádio Proletária em Chiapas

Nem tudo é autogoverno das comunidades zapatistas, autogestão material e simbólica. Por Índio Andante

“Nós não vamos deixar”, advertem os zapatistas diante do aumento das agressões

No último mês têm aumentado as hostilidades contra as comunidades zapatistas. As terras recuperadas com o levante armado de 1994 encontram-se em uma disputa patrocinada pelo governoPor Gloria Muñoz Ramírez

Eles somos Nós

Desconsiderar as palavras de indignação dos que se solidarizam com nossos irmãos zapatistas e reclamam o cessar imediato da investida criminal é um ato a mais de violência contra a humanidade. Por Pablo González Casanova, Luis Villoro e Gilberto López y Rivas

A marcha do silêncio zapatista

E noite será o dia que se tornará o dia. Por Passa Palavra

Feliz 2013: o som de um mundo ressurgindo

Reflexões, perspectivas e calendários no Terceiro Seminário Internacional de Análise e Reflexão ”…planeta terra: movimentos antissistêmicos…”, em Chiapas, México. Por Leonardo Cordeiro, Luiza Mandetta e Frederico Ravioli

“Outro feminismo: que vem de cima, do centro à periferia” – breve história zapatista

O subcomandante Marcos expõe a existência de mais de um tipo de feminismoPor Passa Palavra


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email