17 NOV 2016 (BR-SP) Apoio ao movimento de ocupações e à resistência ao Governo Temer

17 NOV 2016 (BR-SP) Apoio ao movimento de ocupações e à resistência ao Governo Temer

em 17 nov

Moção de apoio ao movimento de ocupações e aos movimentos de resistência ao Governo Temer

O Brasil vive uma situação de tentativa de destruição dos poucos direitos sociais conquistados a duras penas pela nossa população. O governo de Temer leva adiante um projeto de choque neoliberal, buscando acabar com as garantias aos aposentados; com os minguados investimentos sociais como Bolsa família; o fim dos direitos trabalhistas assegurados na CLT, tentando implementar a lógica do combinado acima do legislado, ou seja, valerá mais o que o patrão impor no contrato de trabalho e não as leis trabalhistas; ensaia por abaixo o já precário sistema do SUS; alterou em uma canetada a estrutura do Ensino Médio, retirando do currículo obrigatório seja disciplinas mais críticas, como Filosofia e Sociologia, seja outras que não estão diretamente relacionadas com a formação de mão-de-obra barata, como Artes e Educação Física. Sob a justificativa da crise fiscal, o governo aplica uma massiva política de cortes aos de baixo, ao mesmo tempo em que amplia salários e regalias aos de cima, como magistrados e políticos. Ou seja, arrocho aos de baixo, benesses aos de cima.

Contra estas medidas que rifam nosso futuro em prol dos banqueiros e do sistema financeiro, variados movimentos tem se colocado em luta para impedir a destruição do frágil sistema de proteção social brasileiro. Dos atos do MTST ao amplo movimento de ocupações de escolas e universidades, o povo brasileiro se mostra disposto a defender o que é seu por direito. No caso específico dos estudantes, temos visto uma onda, sem par na história do país, de ocupações e atos de rua. O movimento resiste e intenta avançar.

Nós,estudantes da UNESP-Marília, reunidos em Plenária, no dia 09 de novembro, nos colocamos ao lado dos bravos lutadores que por todo país tem se posicionado firmemente contra a verdadeira ponte para o passado do Governo Temer. Neste mesmo ano empreendemos uma greve de mais de três meses contra políticas do mesmo calão das de Temer aplicadas pelo Governo Alckmin e a Reitoria da UNESP. Neste momento, contudo, não temos condições de levar adiante um apoio mais radicalizado, mas estamos atentos a tudo que vem acontecendo e tentaremos, na medida de nossas forças, apoiar o máximo possível a necessária resistência que ora se coloca.

TODO APOIO ÀS OCUPAÇÕES E AOS LUTADORES!

VIVA AS LUTAS DO POVO BRASILEIRO! RUMO À VITÓRIA

FORA TEMER E O CORTE DE DIREITOS! POR MAIS DIREITOS SOCIAIS!

Plenária de Estudantes da FFC-UNESP/Marília

Marília, 09 de novembro de 2016.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email