Todxs contra todxs

Todxs contra todxs

em 14 jan

Passeava com uma amiga também negra – ou também árabe, já não é mais possível saber a diferença – quando, ao virar uma rua, um mendigo branco e bêbado ironizou: “ah, como eu preciso de uma ‘femme de ménage!’”. Axélino


Comentários 1

    • ulisses

      |

      jan 30, 2017

      |

      TODO CUIDADO É POUCO, DEUS ESTÁ SOLTO.
      É como se a ninguenzada – épura da condição infra-humana, neste aquém da Gemeinwesen – se empoderasse na contra-insurgência. É o buraco negro do desejo, autossupressão individual e contrarrevolucionária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email