Houve uma guerra onde boa parte dos soldados errava tiros à consciência. Por Poeta em Buenos Aires

Militar, verbo transitivo

Uma mulher que me ensine
com sua transa livre
Um vizinho que me ensine
roubar comida no supermercado
Uma companheira que me ensine
o valor da disciplina

Eu, poeta diplomado, tanto
aprendi a fingir que tudo sei
Preciso mesmo ser um pouco
humilhado. Fique quieto
desta vez

Tomo o lápis, em silêncio.
Me exercito para criar
linhas vivas nestas páginas ambíguas.

 

 

São Paulo V

Os negros não são bandidos.
Não é todo negro que é bandido.
Ei, não precisa correr, não.
Não é porque é preto que é bandido
tá entendendo? Não precisa
andar rápido, vocês dois.
Só porque sou negro nessa
madrugada da vida
vocês têm medo, mas preto
não é bandido! Preto
não é bandido!
Vocês acham que sim, né?
Por isso viraram a esquina
filhos da puta, preto não é bandido
filhos da puta!

 

 

Guerra

Houve uma guerra
onde boa parte dos soldados
errava tiros à consciência.
Se há fé,
é nesta força

 

As ilustrações acima são de autoria do pintor americano Benny Andrews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here