Coitado do patrão…

Dirigente sindical, do alto do carro de som: “Muita gente tá achando que a reforma da previdência só vai atingir os trabalhadores, mas não é assim, não. Vai atingir a classe patronal também. Vai começar a aparecer um monte de gente com mais de 70 anos para trabalhar, imaginem a situação!” Passa Palavra

Das voltas que a vida dá (3)

Era o auge da guerra civil e greves ocorriam apesar da existência do “estado operário”. O mesmo dirigente partidário local que havia pedido “calma” aos trabalhadores, e que recebeu destes a mesma resposta tempos depois, havia apresentado, em 1919, uma proposta ao conselho central dos sindicatos para tentarem resolver os problemas dos trabalhadores e, para tal, “lutarem com todas as suas forças contra as tendências grevistas desorganizadoras, explicando-lhes a natureza desastrosas destes métodos”. Passa Palavra