Das voltas que a vida dá (1)

Lutadores, lutaram. Ao lutar, viram nele a encarnação de seus princípios, apesar de sua fama de zigue-zagues. Seguiram-no. Polemizaram, romperam relações, brigaram, mataram, tudo em seu nome, mesmo quando suas ações lhes pareciam as mais duras. Na luta final, confrontaram adversários fortes como o aço. Derrotados, dispersos, perseguidos, alguns tentaram ainda resistir, muitos foram mortos, outros tantos presos, mas ele conseguiu escapar. Ficaram para trás e, enquanto combatiam o frio, a fome, a doença e os ratos por detrás das grades de suas celas imundas, viam, impotentes e perplexos, seus adversários implementarem suas propostas como se algum dia houvessem sido eles a formulá-las. Passa Palavra

A revolução não será uberizada

No centenário de um evento revolucionário de proporções épicas, certo periódico anticapitalista, cuja equipe é integralmente composta por militantes voluntários, propôs a seu público leitor colaborar com seus esforços de celebração e crítica da efeméride por meio da tradução de alguns artigos selecionados. No afã do evento, houve quem incorporasse muito entranhadamente o espírito da coisa, ao ponto de protestar bradando ao mundo virtual que o periódico queria era explorar os tradutores fazendo-os trabalhar de graça. Passa Palavra

Oportunismo de esquerda

Conversa entre militantes de cidades diferentes:
— Agora que o movimento está refluindo aqui, estamos tentando não repetir os mesmos erros que a organização de vocês cometeu aí.
— Ah, é? Que erros?
— Esse oportunismo de esquerda… Ficar só fazendo luta seguida de luta, sem construir a própria organização.
Passa Palavra