Guiné-Bissau: um chamado à solidariedade internacional

Guiné-Bissau: um chamado à solidariedade internacional

em 20 ago

Guiné-Bissau: um chamado à solidariedade internacional

É urgente a necessidade de dinheiro para avançar com a reabilitação da estrutura física e a compra de materiais didáticos. O MLI pretende iniciar o ano letivo escolar em setembro. Quem quiser contribuir de alguma forma com a iniciativa da Escola Comunitária Bandim Bilá, favor entrar em contato através dos endereços eletrônicos: [email protected]; [email protected] ou contribuir diretamente no crowdfunding Vakinha clicando aqui.

O que fazer quando o Estado abandona a escola da sua comunidade?

Em África, uma comunidade e um movimento social nos dão a resposta:

– Repensá-la, reabilitá-la e reinaugurá-la. Mas, dessa vez, sob controle da comunidade.

É essa a mensagem que trazemos de Bissau, capital da Guiné-Bissau – um pequeno país na costa ocidental da África. A comunidade de Bandim Bilá e o Movimento Luz ku Iagu (Movimento Luz e Água) estão construindo uma escola livre e autogestionária. Dos prédios arrasados e das mãos e mentes dos que trabalham, nascerá um espaço de emancipação.

Atualmente, a Escola Comunitária de Bandim Bilá está em fase de reabilitação. Quando inaugurada, permitirá que 60 crianças (4-8 anos) sejam matriculados. E nos anos seguintes, a escola crescerá junto com os seus alunos. Membros do movimento e da comunidade iniciaram os trabalhos com os próprios recursos. Duas comissões abertas foram criadas, e nelas se discutem a nova estrutura física e o modelo pedagógico da escola. Auto-organizados de forma horizontal, comunidade e ativistas trabalham em dois pavilhões e discutem o que é e para que serve uma escola.

Apesar dos esforços, a falta de recursos impede que a reabilitação avance. São necessários materiais de construção como vigas, tinta, portas, telhados etc. Por isso, decidiu-se organizar uma campanha de arrecadação nacional e internacional. Em Bissau, a atividade de lançamento da campanha ocorrerá em setembro. Apoiadores da iniciativa na Itália também estão mobilizados.

No Brasil, contamos com o seu apoio para refundarmos a escola, divulgar o seu projeto e, desse modo, construir laços de solidariedade entre os trabalhadores e estudantes do Brasil e da Guiné-Bissau.

Clique aqui para saber mais sobre a história da escola e do Movimento Luz Ku Iagu.

MLI-Guiné-7


Comentários 1

    • valente Na Mosna

      |

      set 1, 2014

      |

      Olá! Sou eu valente Na Mosna membro do movimento luz ku iagu, muito satisfeito com os apoios financeiros assim como os apoios moral, que o nosso movimento está a receber nesse preciso momento da luta. Portanto esses gestos de solidariedade internacional para Guiné-Bissau tem grande importância, e é um contributo que merece em todo tempo elogiar no nosso país e em especial no nosso movimento. Como sabem que nos enquanto estudantes trabalhadores e trabalhadoras estamos muito mais determinados para se colocar essas vossas contribuições ao objectivo traçado em emergência que é a reforma da escola abandonada quase sete (7) anos e acima de tudo é a única escola da comunidade. Neste preciso momento a escola ficou sem cobertura, janelas, portas, secretárias, bancos, e muito mais perigo é a fundação da escola está ser comprometida e o lixo passou a tomar conta da escola. E portanto como sabem que o motivo de pensar reformar esta escola é muito simples: quem conhece a história da Guiné-Bissau país que passou em todo o tempo em conflitos e muitos acontecimentos bárbaros, nós enquanto jovens com todos esses conhecimentos históricos nós não queremos continuar com os mesmos eros do passado, portanto que essa geração juvenil de energia, força para pensar o desenvolvimento desse grande país que é a Guiné-Bissau.
      Mais uma vez muito obrigado por essa contribuição que tem grande importância é uma contribuição muito encorajadora para a nossa luta. E com muita certeza vamos vencer essa luta.
      Contacto ( +245) 5487862/6903280
      Email: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email