Nuit Debout: na primavera de 2016, um movimento inesperado

Nuit Debout: na primavera de 2016, um movimento inesperado

em 11 nov

Este texto foi escrito em várias partes, à medida que o movimento se desdobrava, a pedido de camaradas de fora da França, e inclui elementos de informação e reflexão que foram-lhe sendo gradualmente adicionados. Isto explica suas repetições, redundâncias e contradições. Assim que pudermos, tentaremos escrever outro artigo de síntese para desenhar um balanço mais detalhado deste movimento. Os autores. 28/06/16. Por Nicole Thé e G. Soriano

(I) A atmosfera social na França esquenta

Rapidamente estas pessoas entenderam que a mobilização contra a Lei El-Khomri era parte de uma atmosfera social em ebulição. Por Nicole Thé e G. Soriano

(II) Nuit Debout (“De pé à noite”) em Paris

Apesar do mau tempo, apesar do assédio policial, apesar das tensões provocadas por alguns incidentes violentos no meio da noite, apesar de toda a energia requerida para garantir a “logística” diária, eles mantiveram a convicção da importância de seu movimento por três meses e meio. Por Nicole Thé e G. Soriano

(III) O peso político do Nuit Debout

A ingenuidade política da geração mais jovem envolvida no movimento não foi, por si, uma fraqueza. Ela impulsionou a juventude a testar o Estado e a medir a hipocrisia do governo. Por Nicole Thé e G. Soriano

(IV) Luta contra a lei trabalhista

Jogou-se luz sobre o abismo entre Estado e população, entre a esquerda no poder e supostos apoiadores. Por Nicole Thé e G. Soriano


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email