Um raio-x da Rússia no cenário global atual

Um raio-x da Rússia no cenário global atual

em 15 mar

Num cenário de escalada conservadora global, série de artigos examina o “caso” russo. Por Pablo Polese

Essa série resultou de um estudo que começou com o tema “Trump” e o interesse em acompanhar com mais rigor os noticiários e análises estrangeiras (em especial The Economist e Foreign Affairs) sobre a conjuntura, tanto em termos de geopolítica quanto em termos de desenvolvimentos econômicos recentes. A eleição do novo presidente estadunidense me deixou – e creio que não só eu – um tanto perplexo, em especial por conta da soma de fatores: Trump nos EUA, Brexit na Inglaterra, possível Le Pen na França, Temer por aqui, Macri na Argentina, extrema-direita nalguns países menores europeus, tensões no pacífico e Putin na Rússia. Como podem ver, as leituras acabaram me levando a focar no último caso, pois conforme eu me informava parecia mais e mais evidente que o “caso russo” precisa de atenção.

Um raio-X da Rússia no cenário global atual (1) A escalada conservadora

Aos 100 anos da Revolução de 1917, o conservadorismo é uma característica marcante da Rússia de hoje. Por Pablo Polese

Um raio-X da Rússia no cenário global atual (2) A economia da Federação Russa

Os anticapitalistas devem estar preparados para as consequências globais do nacionalismo e conservadorismo de uma Rússia militarizada e avessa à modernização capitalista. Por Pablo Polese

Um raio-X da Rússia no cenário global atual (3) Putin: o homem e a missão

Putin pretende restabelecer para a Federação Russa os ativos políticos e geoestratégicos da superpotência soviética. Por Pablo Polese

Um raio-X da Rússia no cenário global atual (4) A política externa russa

O ponto fulcral para qualquer projeção dos rumos da Rússia reside antes nas relações sociais internas ao país, mais precisamente, à luta de classes na Rússia de Putin. Por Pablo Polese

Ainda sobre a Rússia contemporânea no cenário global, leia também:

A ilusão da convergência — Rússia, China e os BRICS

A chave para a viabilidade dos BRICS reside na interação efetiva entre seus dois principais atores, a Rússia e a China. Por Bobo Lo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Passa Palavra


Copyleft © 2017 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email