Por Passa Palavra e Rede Extremo Sul

Durante a tarde e início da noite desta terça-feira, dia 27/09, os trabalhadores das cooperativas de catadores de recicláveis de São Paulo voltaram a ocupar as ruas do centro para protestarem contra o não cumprimento de acordos por parte da prefeitura.

Várias medidas ultimamente tomadas pela prefeitura da cidade demonstram que está em curso um processo que tende a restringir o espaço destas cooperativas e outras formas que a população mais pobre da cidade  tem encontrado para garantir a sua sobrevivência. Um dos comunicados da manifestação de ontem alertava para o fato de, junto à venda do terreno onde funcionava a Cooperativa de Catadores da Granja Julieta e à recente ameaça de remoção da Cooperativa Sempre Verde (veja vídeo abaixo), ambas atuantes na zona sul, estar ocorrendo a expulsão dos artesãos que trabalham na Praça Floriano Peixoto, a perseguição aos vendedores ambulantes do Pari e o tratamento cada vez mais policialesco dado aos moradores de rua.img_3638

O ato se concentrou à frente do prédio da prefeitura e na Praça do Patriarca, se estendendo até o começo da noite com batuques e projeção de vídeo. O prefeito Gilberto Kassab, por sua vez, não aceitou sequer receber alguns representantes dos catadores.

img_3607

img_3633

img_3615

img_3646

Cooperativa Sempre Verde resiste!

Vídeo feito pela Rede Extremo Sul é um breve relato da ameaça de despejo feita [email protected] [email protected] da Cooperativa Sempre Verde, há tantos anos na luta para garantir suas condições de trabalho. Mas ao invés de baixar a cabeça, novamente @s [email protected] foram à luta, e estiveram presentes na manifestação do dia 20, em frente à Secretaria Municipal de Serviços. E certamente estarão juntos, construindo as lutas que virão.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here