Adriano Moreira, ministro do Ultramar durante o fascismo português, declarou que associá-lo à reabertura do campo de concentração do Tarrafal «#ff0000;">é falsear a história». Esse campo de concentração estava situado no lugar de Chão Bom, concelho do Tarrafal, em Cabo Verde, que era naquela época uma colónia portuguesa. E em 10 de Dezembro, Dia Universal dos Direitos Humanos, Adriano Moreira recebeu o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade do Mindelo, situada precisamente em Cabo Verde, agora independente. Ora, a Portaria nº 18.539, de 17 de Junho de 1961, assinada por Adriano Moreira, decretou o estabelecimento de um «campo de trabalho» em Chão Bom, destinado aos nacionalistas africanos. Se não acreditar, clique #ff0000;">aqui para ver o documento. Passa Palavra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here