#ff0000;">Grupo exige melhores condições de transporte em Prudente e questiona decisões feitas pelo executivo

 

Cerca de 20 pessoas se reuniram na tarde deste domingo (30), para organizar manifesto contra o aumento da tarifa de ônibus em Prudente. O grupo formado por professores, estudantes, sindicalistas, representantes de bairro e usuários do transporte público defende que o valor praticado na cidade é incompatível com a qualidade do serviço prestado.

Breno Magro, um dos representantes do grupo, lembra que o aumento da passagem coloca Prudente no ranking das tarifas mais caras do Brasil. “No mesmo momento em que o preço aumenta as melhorias prometidas pelas empresas não são vistas. Hoje, podemos ver problemas sérios como a falta de segurança nos ônibus, trabalhadores exercendo dupla função, pontos se coberturas dentre outros problemas.” Pontua Magro.

O grupo ainda acusa o governo Tupã de aproveitar as festividades de fim de ano, para executar o aumento sem que a população entre no debate. Para o membro da LSOC (Liga Sindical Operária e Camponesa) e representante da Frente de Luta Contra o Aumento, afirma que a postura do prefeito Tupã reforça o atual modelo de transporte que visa o lucro em detrimento das necessidades da população. O militante reforça que “O povo, que depende do transporte coletivo, já conhece a tática das empresas de solicitarem um abusivo e prefeitura assinar um valor que atende os interesses dos empresários que lucram com o nosso direito de ir e vir. Enquanto isso, o plano de fundo natalino, férias escolares e o ritmo frenético da sociedade de consumo são ideais para desmobilizar a expressiva força combativa da sociedade local.”

Dentre as principais reivindicações, o grupo exige renovação da frota, ônibus climatizados, linhas 24 horas, passe livre aos estudantes e salário digno e respeito aos trabalhadores do setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here