19 JUNHO 2013 (BR-GO) O que é a Frente de Luta Contra o Aumento? O que queremos?

19 JUNHO 2013 (BR-GO) O que é a Frente de Luta Contra o Aumento? O que queremos?

em 19 jun

BREVE HISTÓRIA DO MOVIMENTO

A Frente Contra o Aumento vem conduzindo a luta contra o aumento desde o começo de maio, quando fizemos a nossa primeira manifestação queimando pneus na Av. Goiás com a Av. Anhanguera. Depois disso, foram mais quatro protestos enfrentando a truculência da polícia, a falta de diálogo do poder público e até com atos mais contundentes como o confronto de rua. Com esses cinco protestos, conseguimos a revogação temporária do aumento em 10 de Junho. Essa conquista impulsionou as lutas em São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades. Agora, os empresários do transporte, prefeituras e governo do estado querem retirar essa conquista nossa. Voltamos às ruas para provar que defenderemos nossa conquista. A cidade não deve servir a quem lucra com ela. Deve servir a quem vive nela, a quem precisa dela, a quem trabalha e estuda nela! Um transporte digno, em que a soberania do povo impere, deve ser conquistado. A lutra contra o aumento é um passo dessa luta. É o foco, mas não objetivo final, que foi e vai se desenvolver com o desenrolar da luta.

CARÁTER DO MOVIMENTO

O movimento contra o aumento, em Goiânia, é um movimento autônomo, horizontal e apartidário. É UM MOVIMENTO DE USUÁRIOS DO TRANSPORTE COLETIVO, PRINCIPALMENTE, E SIMPATIZANTES DA LUTA DO TRANSPORTE COLETIVO! Isso quer dizer que nos auto-financiamos e definimos a nossa organização, que não admitimos a existência de hierarquias no movimento e que não permitimos o aparelhamento partidário, só que não excluímos a participação individual de partidos no movimento. É um movimento social amplo que abarca vários setores da sociedade, pacíficos e combativos, trabalhadores pobres e mais bem de vida e principalmente: usuários do transporte coletivo. É um movimento que luta pelo transporte e vem desenvolvendo, a partir da luta de alguns anos, uma série de pautas de reivindicação. É um movimento que, finalmente, decide tudo em reuniões presenciais amplamente democráticas e divulgadas. É um movimento de resistência, que se definiu pela firmeza em não permitir intimidações e restrições do nosso direito de ir e vir.

AS PAUTAS QUE FORAM DISCUTIDAS ATÉ AGORA FORAM:

– Revogação permanente do aumento da tarifa (Contra o aumento como mote de luta)
– Participação popular dos usuários na gestão do transporte, fiscalizando e garantindo qualidade.
– Transparência no sistema de transporte. Publicação dos lucros e custos dos empresários que submetem a população a esse serviço degradante. Publicação e verificação dos cálculos fajutos usados pra justificar o aumento.
– Rediscussão e revisão ampla e pública do contrato de concessão do transporte coletivo na cidade.
– Contra a criminalização do movimento, pelo não indiciamento dos presos nas últimas manifestações. Contra a repressão policial ao direito de manifestação.
– Solidariedade irrestrita com os outros movimentos de luta no Brasil. Contra todos os aumentos!

UNIDADE E SOLIDARIEDADE DO MOVIMENTO

Não toleraremos publicações que segreguem os manifestantes dependendo de métodos de luta. A definição do movimento sempre foi a de ser um movimento de resistência: ocupamos a rua, mandamos a mensagem e não deixamos a polícia e as empresas impedirem o nosso direito de livre manifestação.

Não cabe aos próprios manifestantes ficarem chamando uns aos outros de vândalos por causa de discordâncias de métodos. A mídia e a polícia já fazem isso pela própria movimentação política: ocupar a rua e questionar a exploração já é um crime aos olhos do poder. Além disso, devemos lembrar que há um elemento fundamental para definir pacificidade ou não que não pode ser previamente definido: a repressão policial, que dispersa e desorganiza a manifestação. Havendo a repressão, tudo pode acontecer.

NÃO DEVEMOS CONTRIBUIR COM A CRIMINALIZAÇÃO E A PACIFICAÇÃO DO MOVIMENTO! DEVEMOS NOS MANTER FIRMES E UNIDOS!

Apesar das discordâncias, devemos manter a nossa solidariedade mútua, a nossa resistência, a nossa combatividade e aprofundar a nossa organização e discussão. Assim como na Turquia pacíficos e combativos conseguem coexistir e lutar juntos, devemos seguir o exemplo.

SÓ A LUTA MUDA A VIDA!
SOLIDÁRIOS VENCEREMOS!

QUINTA VAI SER MAIOR

Não adianta outro aumento aumentar porque a voz do povo vai estar na rua e o bicho vai pegar! Quinta feira às 17:00 na Praça do Bandeiras, Av. Goiás com Av. Anhanguera, no Centro, vamos mostrar pras empresas e pro poder público que os usuários do transporte não vão aceitar calados as imposições ditatoriais em nome do lucro! A cidade é nossa!

Goiânia deu o exemplo e NÃO VAMOS DAR PRA TRÁS!
VAMOS A LUTA!
SE A PASSAGEM NÃO BAIXAR, O BICHO VAI PEGAR!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Passa Palavra


Copyleft © 2018 Passa Palavra

Atualizações RSS
ou Email