Por nat

Esse Achado & Perdido faz parte do dossiê “Causos de trabalho”: uma seleção, feita pelo Passa Palavra, de threads relatando o cotidiano e curiosidades de diferentes trabalhadores, todas publicadas no Twitter em janeiro de 2019.

Uma garçonete relata como é o seu trabalho em um restaurante dentro de um condomínio burguês. Trata-se de uma edição da thread original, que tinha 62 pontos no dia 10/01/2019.

Detalhes prévios:

— Eu trabalho em um restaurante de comida japonesa e italiana, mas só cuido da parte italiana;

— é dentro de um condomínio MUITO restrito e de gente podre de rica, então se preparem, vou falar mal horrores dos burgueses porque aquele lugar só tem milionário.

1. Primeiro de tudo, quero implorar pra vocês NUNCA tirarem algo da bandeja quando a garçonete chegar na sua mesa porque a gente PERDE O EQUILÍBRIO; deixa a garçonete tirar porque ela já planejou 50 formas diferentes de não derrubar as bebidas e controlar a bandeja.

2. Outra coisa importante também é quando você vê a garçonete tirando todos os pratos da sua mesa, quer ajudá-la e pega seu prato e entrega pra ela. Talvez não seja exatamente uma boa ideia porque cada um tem um jeito de tirar os pratos sem derrubar os talheres e tudo, etc.

3. Lá vai muita gente famosa, o Fábio Assunção foi lá uma vez, o restaurante fecha às 23h, ele ficou lá bebendo vinho até às 2h.

4. Antes de eu entrar já vieram mais quatro garotas que foram demitidas porque aquele restaurante é o lugar perfeito pra você encontrar um sugar daddy [um coroa rico que gosta de gastar com mulheres novas em troca de companhia e sexo] e geralmente entram pra trabalhar lá só pra isso. E é realmente: a minha chefe fez uma lista dos senhores que a gente deveria manter distância porque eles chamam pra ficar te fazendo carinho, perguntando onde você mora, te dando gorjeta E EU MORRO DE NOJO.

5. O cliente manda sempre!!! Podem me pedir uma pizza de banana com catupiry e eu tenho que falar “sim senhor”. Uma vez me perguntaram se eu podia pedir pra colocar SUSHI NA PIZZA DE CATUPIRY.

6. A Isabella Fiorentino vai lá quase toda semana e ela se veste de um jeito lindo fora do programa (de verdade) e ela é simplesmente um amor de pessoa, bebe horrores e fica contando piada. Um dos garçons foi demitido porque no primeiro dia dele a Isabella foi lá e ele ficou PARADO A NOITE INTEIRA porque ele a tem como ídolo então ele ficou embasbacado vendo ela, literalmente passou a noite inteira admirando ela e sorrindo.

7. Os famosos que vão lá geralmente perguntam se a gente quer uma foto, mas somos instruídas a dizer “não” porque assim como oferecemos comida pra visita por educação e esperamos que ela não aceite, eles fazem o mesmo.

8. Quando sobra comida (fatias de pizza, sushi, salmão, temaki) a gente leva pra dentro e come tudo, às vezes até leva pra casa.

9. Tem cliente muito generoso com a gorjeta naquele condomínio, já cheguei a receber 150 de gorjeta de uma cliente só.

10. Sabe quando sua comida tá demorando horrores e você fica dando o olhar da morte pra garçonete? NÃO É NOSSA CULPAAAAA, confia em mim, nós também damos o olhar da morte pra quem tá preparando seu prato e imploramos pra ir mais rápido, MAS NÃO É NOSSA CULPA.

11. Um atleta famoso foi lá uma vez e deu um surto por causa um desses bichinhos que ficam voando em volta da luz sabe? caiu no canto do prato dele, ele começou a gritar muito bravo jurou que nunca mais ia voltar lá (volta sempre).

12. Outro atleta famoso foi lá com a esposa e uma vez, eles discutiram e ele cuspiu na cara dela, e nós somos obrigadas a ficar caladas e olhar pro outro lado.

13. Os adolescentes amam humilhar garçonete. Minha amiga foi atender uma mesa com 16 jovens e eles ficaram fazendo os pedidos em inglês, ela quase chorando confusa e eles rindo, eu cheguei só pra confirmar (falando em inglês com eles) e eles me responderam em português.

14. Tem muito cliente safado que quer discutir achando que a garçonete é burra e fez as contas erradas, uma vez um homem quase foi embora pagando só metade. Eu tive que sair correndo na chuva pedindo pra ele pagar o resto.

15. Gente rica AMA dividir a conta, até entre casais, o que é um saco porque a conta dá 974 e você precisa dividir esse valor entre 7 pessoas correndo pra eles não ficarem irritados.

16. Xingo e humilhação de cliente tem que entrar por uma orelha e sair pela outra muitas vezes, geralmente eles saem gritando que nunca mais vão voltar e no dia seguinte já estão lá de novo.

17. Ninguém respeita os horários, já ficamos lá até depois das 3h [da madrugada]  com apenas uma mesa e eles não saíram enquanto não estavam satisfeitos. As garçonetes e a gerente são as últimas a deixar o restaurante, então deu o horário de fechar, todo o pessoal da cozinha, os chefes, o sushiman, podem ir embora mas nós temos que esperar até o cliente ir embora, então, respeitem meus horários, pelo amor de deus.

18. Clientes bêbados são os melhoressss!! uma vez um deles tava indo embora (às 1h30) e me deu a garrafa de sakê dele de presente por eu ter ficado depois do meu horário.

19. Cliente ama se sentir especial, então mesmo que eu esteja super cansada e irritada, sempre chego perguntando como eles estão, fazendo piadinha com as crianças, oferecendo pratos diferentes, eles gostam de sentir que estão sendo bem atendidos e não só tendo os pedidos anotados.

20. Quase não sai coca-cola e refrigerantes, geralmente os clientes só pedem água ou água com gás.

21. Garoto rico ama flertar com garçonete pra ver se consegue pizza ou sushi de graça???? Meu filho, você que é o rico aqui, se eu tô flertando de volta é na esperança de você me pagar um combinado de 50 peças porque tô morrendo de fome.

22. Os dramas dos burgueses são os melhores!! Uma cliente tava surtada porque ia pra Rússia em um avião particular muito grande e as amigas dela não queriam ir junto porque já tinham combinado de ir pra Las Vegas.

23. Um senhor que vai lá sempre ama o Lula e no dia das eleições ele foi pra Miami, desolado, pois não queria estar no Brasil quando o Bonoro ganhasse.

24. É proibida a entrada de negros no condomínio?????? Como caseiros sim, mas como proprietários, não. Eu nunca atendi um cliente negro.

25. Uma vez discuti com uma cliente porque uma caseira negra chegou pra pegar os pedidos da patroa e essa cliente veio me dizer que a caseira tava perturbando ela.

26. Toda sexta vai um cliente com uns amigos dele e ele fica rindo e se gabando por estar traindo a esposa com a babá das crianças e ela nem perceber. Todo domingo a esposa vai lá com as amigas e conta sobre as noites incríveis que ela tem com o personal trainer.

27. Em dia de corre nós ficamos com mais de 40 mesas pra duas garçonetes.

28. Os clientes geralmente fazem os pedidos e quando vamos levar os pratos a mesa todo mundo pergunta “o que é isso?”. Eles simplesmente não sabem o que pedem (e às vezes até brigam dizendo que não pediram o que levamos). Inclusive, em mesas muito grandes, temos que anotar uma característica de cada cliente, pra quando ele surtar com “EU NÃO PEDI ISSO” a gente saber que ele pediu sim. Minhas anotações ficam tipo: careca de azul: 1 carbonara + 1 água c/ gás; loira de branco: 1 ragu + 1 água s/ gás.

29. Eles gastam demais??? Tem cliente que vai lá toda sexta, sábado e domingo e todos os dias as contas dele não fecham menos que mil reais.

30. Nós temos duas ex-garçonetes que agora são madames e nossas clientes pois pularam nos sugar daddies.

31. Os cliente gostam muito de passar a mão nas partes íntimas das garçonetes sem querer. A chefe já nos deu autorização pra derrubar bebida em cima desses sem querer.

32. Os garotos AMAM cercar as garotas e forçar elas a sentar com eles, então nós costumamos entrar no meio e fingir que as garotas já têm uma reserva com a gente, porque eles ficam com mãozinha boba pra cima delas e já deu uma confusão enorme por causa disso. As garotas geralmente vêm discretamente pra perto da gente pois sabem que nós socorremos elas dos garotos. Quando vêm duas meninas perdidas cercadas de 6 garotos é certeza que elas querem que a gente entre no meio.

33. Uma vez uma senhora pediu pra gente “temperar” a pizza do marido dela com pimenta e cobertura de chocolate, nós tivemos que levar a pizza assim mesmo porque como é ela quem paga a conta ela que manda (ele surtou e ela obrigou ele a comer a pizza inteira).

34. A pizza que mais sai não é de verdade uma pizza, é só a massa com azeite, alecrim e sal grosso!!!!!

35. Os clientes são extremamente machistas, quando descobrem que nós garçonetes também somos as bartenders que fazem os drinks deles eles SURTAM porque mulher não sabe nada de bebida.

36. As senhoras solteiras são as melhores, elas sentam lá, pedem um prato só, abrem um vinho e ficam falando putaria a noite inteira.

37. Os velhos não têm vergonha de oferecer dinheiro pra gente mamar eles no banheiro. São experiências horríveis e eu fico com vergonha só de contar, aconteceu comigo só uma vez e eu entrei em pânico.

38. Uma vez uma senhora bêbada pediu pra eu e pra minha amiga sentarmos com ela porque ela ia contar a história de como ela colocou um par de brincos dela nas bolas do marido — a gente não podia sentar porque o restaurante tava cheio, mas eu queria.

39. As burguesas donas de casa são muito legais também, elas dão gorjeta e às vezes pedem pizza a mais e dão pra gente.

40. Cliente que vai lá só pelas bebidas geralmente quer que a gente dê o famoso ombro amigo, já passei quase uma noite inteira servindo drinks pra um carinha que tinha levado um chifre da namorada com o padrasto.

41. As clientes já fizeram um grupo pra se revoltar contra os maridos que estavam traindo elas. Aparentemente elas deixaram todos em casa com as crianças, sem empregada e babá, e foram pra LÁ passar o fim de semana.

42. Temos um cliente muito velho e com alzheimer, ele é um amor, ele acha que ele tem que fazer os pedidos pra gente comer, então ele pede cerveja, nós levamos e ele coloca num copo pra gente. Temos sempre que lembrar a ele que é ele quem come.

43. As madames se dividiram em dois grupos nessas eleições: as que votaram no Bonoro e as que votaram no Haddad. As bolsominions chamam o grupo de eleitoras do Haddad de “Venezuela”. Falam delas o tempo inteiro, é cansativo demais. Inclusive, uma vez zoaram tanto os pobres e os petistas que eu fiquei muito mal, comecei a chorar, tive que ficar no banheiro um tempão.

44. Eu choro quase todo dia, quem me segue há muito tempo sabe que eu tô sempre tweetando que chorei no trabalho. Têm clientes MUITO rudes e que adoram humilhar garçonete.

45. Uma vez uma garçonete nova esqueceu de abrir a garrafa de água de um cliente e ele simplesmente surtou dizendo que não conseguia abrir a garrafa sozinho. Eu tive que ir conversar com ele e ele ficou apontando o dedo na minha cara, me chamando de burra sem parar.

46. Um cliente uma vez já comprou um vinho nosso, eu abri, ele provou e cuspiu dentro da garrafa. Segundo ele, eu abri o vinho errado e alterei o gosto. Ele queria obrigar minha chefe a me fazer pagar o vinho (176 jairs).

47. Uma vez uma senhora queria conseguir emprego pra filha dela como garçonete pra garota aprender a valorizar o trabalho. Achei incrível, mas a gente não tinha vaga.

48. No meu primeiro dia eu não sabia o nome das comidas japonesas… aí me pediram um sunomono e eu anotei: 1 songomongo.

49. Tem um casal de velhinhos que vai lá com a cachorrinha deles, eles pedem os pratos deles e salmão pra cachorra.

50. Não sei se é porque eu não fui criada desse jeito mas me dá AGONIA ver a quantidade de crianças que entra no restaurante com tablet e fica comendo enquanto joga, assiste vídeo… Tem família que senta cada um com um celular e não fala uma palavra enquanto come.

51. Uma vez eu tive que tirar 49 reais do meu precioso salário porque um grupo de machos chatos surtou, me xingou horrores, dizendo que eu tava errando as contas.

52. Uma senhora pediu ragu (macarrão com carne moída, mas no restaurante temos que falar tudo bem formal e certinho), aí quando fui levar à mesa ela pirou, ficou gritando que não pediu ragu, e eu tentando explicar. Me cansei e soltei É MACARRÃO COM CARNE MOÍDAAAAAA e saí andando.

53. Na semana que eu fiquei trabalhando 7 dias seguidos, fiquei das 6h até 2h, um cliente quis me explicar o que era trabalhar duro pra chegar no topo. Agradeci o convite e me retirei mancando, não aguentava mais os meus pés.

54. Um economista muito famoso foi lá todos os dias durante as eleições convencer os clientes a votarem no Alckimin porque ele ia revolucionar a economia brasileira. Ele pagava pra todo mundo, achando que tava todo mundo interessado em ouvir ele falando sobre o Alckmin. Não estavam.

55. Eu não posso dar nada de graça pros clientes, obviamente. Uma senhora começou a me chamar de minuto em minuto pedindo mais doses de sakê e me dando MOEDAS DE UM REAL pra eu não anotar. Ganhei 10 reais em moeda e anotei todas as doses pra ela pagar.

56. Esse monte de subcelebridades acha que todo mundo é obrigado a conhecer quem eles são. Chegam no restaurante querendo pagar menos, sentar em mesa reservada porque AH EU FAÇO ISSO AQUI NO INSTAGRAM… Meu filho, ninguém liga.

57. De verdade, se vocês querem conhecer pessoal essas barbies burguesas e fascistas é só ir no meu restaurante. Elas vêm em grupos comentar que tá sendo difícil separar papéis ou atender telefone na empresa do papai.

58. Não consigo pensar em mais nada, então, só vou esclarecer:

  • sim, os clientes são malucos;
  • sim, vale a pena trabalhar de garçonete;
  • não, o salário não é perfeito, mas as gorjetas e caixinhas são;
  • sim, é muito cansativo e estressante;
  • não, eu não tenho um sugar daddy.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here