Por Passa Palavra

Há um ano inaugurávamos uma nova etapa no Passa Palavra. Interessados em abrir o leque de colaboradores fixos, criámos a seção Colunas, destinada a viabilizar semanalmente debates diversos sobre quatro temas.

De setembro do ano passado para cá a responsabilidade das Colunas coube a diversos colaboradores, saindo alguns deles e abrindo espaço para outros. Não nos passou despercebido que, das quatro colunas, a dedicada aos Cuidados Digitais foi a única para a qual, desde o início, nunca conseguimos um colaborador fixo. Fica a pergunta: não será este um assunto negligenciado pelos anticapitalistas?

Em sua apresentação, dissemos que a proposta dessa coluna seria a de:

debater um tema que deveria ser central para as esquerdas contemporâneas. Porém, não o é. Entender de que maneira os governos e as empresas privadas se organizam para coletar nossas informações e imagens, quer dos militantes políticos quer da população em geral, nos ajudará a definir os moldes de uma ação prática minimamente eficaz.

Ora, é precisamente aqui que mais dificuldade temos tido em encontrar um colaborador fixo. Sucede até que quem se preocupa com cuidados digitais seja taxado de paranóico por limitar sua comunicação on-line ou por sugerir que se faça da forma o mais segura possível. Quanto mais os gestores e burgueses esforçam-se em usar nossos deslizes para condenar, prender, perseguir os nossos camaradas, mais tempo devemos dedicar a corrigir essas fragilidades.

É por acreditarmos que este é um assunto importante e urgente que fazemos um convite a quem se interessar, para que envie um e-mail para [email protected], oferecendo-se para assumir a coluna Cuidados Digitais.

 

Ilustra o texto fotografia da intervenção Flying Police Capsule, de Leopold Kessler.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here